"Pra onde vão desejos?
Palavras sem razão
Pra onde vão palavras?
Versos ao vento vão."

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Ganhar e Perder.

Um dia meu professor de biologia estava explicando as relações intra/interespecificas na aula e falou sobre competição, disse q nesse tipo de interação os dois animais perdem.
E não é que na nossa vida também é assim? A gente sempre perde, o "ganhar" é só perder menos. Nós sempre temos várias opções, e nessas opções sempre existem vantagens e desvantagens, o que o ser humano faz é ver quais as suas prioridades e em qual das escolhas essas serão mais valorizadas.
O que acontece muitas vezes é , fazermos uma escolha pensando que ela é a melhor ou a pior, mas no fim ela é o contrário do que pensamos. Sábia é aquela frase: "As vezes quando você perde, você ganha".
Acho que esses "desvios no previsto", são muito válidos, afinal os imprevistos fazem nós aprendermos, e qual seria a graça se a vida não tivesse surpresas (boas ou ruins)?
A vida é uma sucessão de minusculas e enormes perdas, algumas passam despercebidas outras nos marcam muito, mas todas determinam o nosso futuro "que é belo e incerto"( como diria Fernando Anitelli).

8 comentários:

Thiagnose disse...

:O
uau!!!
vc deve ter assistido Annie Hall (Noivo Neurótico, Noiva Nervosa) do Woody Allen, pq nao é possível...
qt pessimismo
kkkkkkkk
é dificil mesmo encontrar algo em q só ganhamos, geralmente ganha-se isto, perde-se aquilo
é sempre uma troca mútua

até na vida pessoal a química está correta, como diria Lavoisier:
"Na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma."

Cleiton Benkendorf disse...

Eu vasculho muitos blogs,a procura de coisas interessantes,aprendizado e claro,parceria para divulgação ^^
Gostei muito dos seus textos e acho que poderíamos ser amigos e "patrocinar" um o blog do outro!
O que você acha?

jura disse...

bonita reflexão, mas só uma dica: tente escrever com português correto sem a pressa do msn.
beijão

tatiana disse...

'tá certíssima.
Sartre fala disso, o homem está condenado a fazer escolhas. Daí surgem aqueles clichês - bastante verdadeiros, diga-se de passagem, "não se pode ter tudo" e blá blá blá. É assim que as coisas são, questão de ter prioridades.

Cleiton Benkendorf disse...

Parceria firmada,espero que isso nos ajude a divulgá-los!
Boa sorte

Cleiton Benkendorf disse...

OI mudei o nome do blog,antes era originalmente insano,mudei pra Escute seus olhos...
Quando der muda o link ^^

Benjamim disse...

muito legal o texto, lyssa! pensamento claro, abstraído, objetivo... interessantíssimo! Senti uma pontada de pessimismo aí? Será que estou te contagiando?
Só reforçando o que o jura te aconselhou, tente escrever em português correto e acabe com as gírias do msn! Dica de um colega (minha colega aspirante à escritora) e de um amigo.
Gostei mt!
Um abraço!

Bianca disse...

Tenho que concordar com o povo, dizendo que vc tá sendo um pouquiiiinho pessimista! Normal, nos dias de tpm, quando o seu namorado te irrita, ou quando vc bate o dedinho do pé na quina! ahuehaue vai saber as condições!

Brigada pela força no blog lá... :)

Um beijão!